fbpx
PT EN FR DE ES
Marruá Hotel Restaurante Espaço do Restaurante Bonito Brasil MS Bonito Incomparável
Marruá Hotel

Você conhece alguém que pensa em comida o tempo todo? O restaurante do Hotel Marruá é assim. Tem uma cozinha gulosa, dessas que acorda cedo para o café da manhã, com desejo de tudo. E de bolinho em bolinho emenda com o almoço no American Bar. Chega o jantar e lá está a senhora apetite, sentada à mesa, em dúvida se pede a moqueca ou aquele suculento filé com molho de cerveja preta. A sobremesa está decidida: será a Torta Oreo. Ou a Sensação. Só não pede as duas porque amanhã tem Churrasco Pantaneiro: é melhor pegar um pouquinho mais leve desde hoje.

 

Culinária: Pantaneira, contemporânea e brasileira

Café da Manhã, buffet: 06h00 às 11h00 | American Bar: 10h00 às 22h00 | 

Almoço, à la carte: 11h00 às 16h00 | Jantar, à la carte: 18h00 às 22h00 | 

Endereço: Rua Joana Sorta, 1173 Bonito MS Brasil |

Telefone: (67) 3255.6262 | WhatsApp: (67) 99189.8264 |

E-mail: reservas@marruahotel.com.br

 

RECEBA NOSSAS NOVIDADES
Só pare quando chegar a 100 no café da manhã

Não é sempre que você vem para Bonito. Então, que mal há em provar os 100 itens do café da manhã, não é mesmo? Comece pelas frutas da estação, depois os iogurtes, visite os pãezinhos, que vão bem com os sucos – e também com os bolos, que pedem geleia. Não esqueça do café com leite. Nem do chá. Agora que seu estômago está “mais calmo” você pode partir para as especialidades típicas pantaneiras. Sirva-se à vontade e sem pressa. O café da manhã vai até às 11h00.

De antes do almoço até quase o dia seguinte, American Bar Marruá

O American Bar do Marruá abre às 10h00 da manhã, com visual de piscina, drinks e comidinhas leves. Para acabar com aquela fominha antes do almoço, resolver a gulodice da tarde, colorir o happy hour com os novos amigos e também a saideira para brindar mais um dia sensacional em Bonito.

Comece por esta saladinha controversa, a culpa será menor depois

Esta é a Cesar, a salada predileta de muita gente ao redor do mundo. Incluindo pessoas que não gostam tanto assim de folhas, mas que começam o almoço e o jantar com algo leve, para aliviar a culpa pelo o que pediram depois da salada. A razão de a chamarem de Cesar é controversa. Nada a ver com os imperadores romanos. O Chef Sylvio vai lhe contar as versões sobre a criação desta saladinha deliciosa.

Toast de Salmão Defumado no Angico e Creme Azedo

Realizando o sonho de todo salmão

O salmão não é um peixe dos rios tropicais de Bonito. Mas adoraria ser! Nosso Chef, sensibilizado, trouxe ele para cá, defumou com madeira de angico e coroou com creme azedo, fazendo a alegria do salmão. A sua felicidade após devora-lo se deverá em parte ao angico: ele é usado em rituais por tribos sul-americanas. 

Filé Mignon com Cerveja Preta

Peça o filé mignon. A cerveja vem de graça no molho.

Se você é daquelas pessoas que colocam a carne e a cerveja no topo de suas preferências gastronômicas, seu paladar é europeu. Lá dos lados da Bélgica, provavelmente. Da idade média, para ser mais preciso. E de muito bom gosto. A suave docilidade da cerveja preta contrasta deliciosamente com a personalidade do filé mignon.

Moqueca Marruá

A Moqueca da paz e sua versão Vegana

Enquanto baianos e capixabas brigam pela paternidade da moqueca, preparamos a nossa com a tranquilidade de quem sabe que você não está nem aí para quem inventou o prato. Está é com fome, certo? Nossa moqueca leva banana da terra, maxixe e cogumelos, além de peixe, claro. Ela é tão boa e tão da paz que se vier acompanhado por um vegano faremos para ele a versão sem carne, com maxixe, quiabo e jalapeño.

Torresmo de Barriga de Porco Marinado na Cerveja de Trigo e com Gel de Goiabada

A barriga do porco estava com séculos de saudades de uma frutinha

Antigamente os criadores davam frutas para os porcos. Aí vieram as rações comerciais e a barriga do porco ficou triste, triste. Aqui deixamos ela satisfeita, com direito a cerveja de trigo e um leito bem macio feito de gel de goiabada.

Jacaré à Gomes de Sá

Em rio que tem Gomes de Sá, jacaré tem que ser ligeiro

Este prato é repleto de suspense: o jacaré não nadou rápido o suficiente, o português Gomes de Sá o alcançou e o resto da história você irá comer aqui no Marruá. Falando sério, em Bonito só usamos carne de jacarés criados com finalidade gastronômica. A caça e a pesca são proibidas. A carne é branca, com textura semelhante a de frango e um leve sabor que lembra o de peixe. Acreditamos que você vai gostar, mas precisa vir rápido: o Gomes de Sá acabou de ligar reservando mesa.

Pintado com Vinagrete de Laranja

O Romeu e a Julieta de Bonito

Foi paixão à primeira vista. O pintado se encantou pelo humor cítrico e pelo sensual amarelo da laranjinha paulista. E ela, que vivia presa ao pé, achou o seu par perfeito no grande nadador das águas doces do Pantanal. Um lindo caso de amor. Tem gente que beija o prato, acredita? Mas a história não acabou.

Pintado com Molho de Moqueca e Purê de Banana da Terra

O Pintado conheceu a Banana da Terra

Não se pode mesmo confiar nos homens, dirão as moças. Mas quem apresentou o pintado à banana da terra foi a moqueca, essa sapeca. O peixão se rendeu às curvas da bananinha e os três caíram na boca do povo.

Churrasco Pantaneiro

Churrasco é Pantaneiro

Sorte sua estar em Bonito no dia do Churrasco Pantaneiro do Marruá, que ostenta com orgulho, com acompanhamentos típicos e com a melhor carne sul-mato-grossense o selo Tour da Experiência. A linguiça de Maracaju é uma das especialidades regionais que irá descobrir, preparada de forma artesanal com picanha, maminha, alcatra e outros cortes do posterior do boi. Brinde como um autêntico peão dos pastos do Pantanal, com o tradicional Tereré e ao som do berrante.

Cardápio Infantil

Para as crianças comerem igual a um Chef

Um ótimo começo para se tornar um grande Chef é ter uma mãe grande cozinheira. O cardápio infantil do Marruá é inspirado em sabores que o Chef Sylvio pegou emprestado no livro receitas da mamãe: o filezinho mignon com fritas e o franguinho com purê de batatas, por exemplo. Muitas vezes essas são as escolhas que o Sylvio faz para suas refeições.

Jantar Personalizado Surpresa

Receitas de felicidade

O Chef Sylvio dá os ingredientes: o momento especial que você deseja celebrar, uma pitada de sua história e os sabores de que mais gosta. Ele servirá no dia e na hora que escolher o cardápio que será criado especialmente para você, harmonizado com surpresas emocionantes que poderão envolver o local do jantar, a música e a decoração do ambiente.  

Sirva para quantos convidados quiser, a felicidade é sempre generosa.

Torta Oreo com Doce de Leite

Torta dos tempos em que assistia TV com um copão de leite e biscoitos

Antes de pedir esta tentação com sabor de infância, olhe diretamente nos olhos da pessoa que está com você, e diga: eu vou pedir esta torta, se você não pedir nada não venha querer um pedaço da minha torta, entendeu? Servimos a Torta Oreo com colher, sem garfo e faca, porque achamos mais seguro.

Torta Sensação

Temos a Sensação de que você vai se mudar para Bonito por causa desta torta

Uma generosa e fofa fatia de bolo de chocolate sustentando duas camadas de creme chantilly, com um morango sensacional deitado no topo, coberto por calda de chocolate que desce em cascata até o bolo de chocolate do começo. Não esquece de colocar o babador no caminhão de mudança.

Workshop de Risoto

Convite Marruá: Workshops e Oficinas, gratuitos

Venha ver como o Chef Sylvio prepara risotos e geleia de guavira. Para as crianças, Oficina de Ceviche. Tudo gratuito. Informe-se no Marruá sobre as datas, horários e limite de participantes.

Marruá Hotel Restaurante Chef Sylvio Trujillo Bonito Brasil MS Bonito Incomparável
Minha História com Bonito

O Sylvio percorreu um longo trajeto até chegar à Bonito. Foram oito anos de viagem. Partiu da agitada São Paulo em 1998, passou pelo encantador sul da Europa, embarcou em elegantes navios de cruzeiro, voltou à terra natal paulista, visitou a sogra em Campo Grande e, finalmente, deu um pulinho em Bonito em 2006, só para conhecer. Desembarcou e ficou. Foi nessa viagem que o Sylvio estudante de biologia descobriu que a ciência que estuda a vida jamais seria completa se não incluísse também a ciência que desvendou o prazer que todo ser vivo tem de apreciar pratos: a gastronomia. O Chef Sylvio tem certeza disso todo dia, às 6 da manhã e às 6 da tarde, quando os periquitos fazem a festa banqueteando-se com as frutas de seu quintal em Bonito.

Pirarucu com Purê de Cenoura

Ser garçom é um privilégio

Eu comecei como garçom no Golden Tulip Paulista Plazza , em São Paulo, e continuo garçom no Marruá: apenas não anoto mais os pedidos, algo que às vezes sinto falta. Gosto do contato com os clientes, eles são a grande fonte de inspiração das novas receitas. Acredito que todos os Chefs de Bonito concordarão comigo sobre isto.

A receita para mover 13 músculos do rosto

Quando o garçom retira o prato da mesa eu dou uma espiada para ver a expressão das pessoas após a refeição. Adoro quando vejo sorrisos, que envolvem 13 músculos do rosto. A gastronomia é sobre isso, em como mover esses músculos usando uma mistura saborosa de ingredientes salgados e doces. O sorriso do crítico Ego, no desenho Ratatouille, mostra esse momento!

Enquanto os portugueses descobriam o Brasil, os franceses inventavam o restaurante

A palavra “restaurante” vem de restaurar, revigorar. O termo surgiu nos anos 1.500, no século em que o Brasil foi descoberto pelos portugueses. O cardápio dos primeiros restaurantes era simples. Imagino que o garçom perguntasse ao cliente: o senhor quer o caldo de carne ou o caldo de carne? Só serviam 1 sopa, a receita do dono do lugar! As trattorias europeias em que trabalhei mantiveram a tradição de servir as receitas da família proprietária do estabelecimento, preparadas hoje da mesma forma como foram feitas desde sempre. E com 1 mesmo ingrediente presente em todas as receitas: o orgulho de preservar a história da família através dos pratos. Até a fatia de pão tem um motivo para estar no prato.

O porco na lata de nossos avós

O mais sofisticado equipamento de cozinha que inventarem algum dia jamais conseguirá reproduzir o sabor do porco na lata que nossas avós criaram na roça. Sem luz elétrica, sem geladeira e sem um único livrinho de culinária. O porco na lata utiliza a mesma técnica que os franceses chamam de “confit”, baseada em confitar a proteína conservando-a em sua própria gordura. A carne é cortada em cubos, colocada em um tacho e frita lentamente na banha de porco. As vovós deviam sorrir de satisfação ao ver a família devorando o porco. Não porque tivesse ficado macio e tenro, e sim porque ela havia alcançado a alquimia que preserva a carne sem refrigeração. A maioria das coisas mais gostosas que comemos hoje nasceu da dificuldade, da necessidade.

Peixe com Trufas

Navio e veleiro

Trabalhei também em navios de cruzeiro com vários restaurantes atendendo ao mesmo tempo milhares de clientes de diferentes culturas, com os mais diversos paladares. Os Chefs de navios são magos que conseguem agradar a gregos, troianos, rabinos, veganos, carnívoros e tudo mais que possa imaginar! Voltei da Europa e embarquei em um outro tipo de “navio”: os veleiros, onde cada detalhe que envolve a gastronomia é estudado, como o pintor antes de dar a pincelada. A cor das paredes, as cadeiras, a iluminação, os talheres, a forma como a comida é disposta no prato. Tudo compõe a atmosfera que irá proporcionar momentos memoráveis. O The Wall, do Hotel Unique, onde trabalhei com o fantástico Emanuel Bassoleil, é assim. O Restaurante Nonno Ruggero, no Hotel Fasano, que implantei, também. Reparou o “nonno” que compõe o nome do restaurante?

Horta e pomar

Desisti do apartamento novo e transformei em um terreno em Bonito com horta e pomar tudo o que eu e minha esposa tínhamos antes de virmos para cá. Trouxe meus amores, a minha família, meus livros, minhas receitas e todos os sonhos. As terras e as águas de Bonito têm o poder de fazer sonhos virarem realidade. Um dia estava passeando em minha horta e adivinha o que havia brotado? Um restaurante! Colhi a ideia que a Tânia semeou e hoje me sinto meio que o João do Pé de Feijão. Sou o Sylvio do Marruá.

Sabores admiráveis de Bonito

Ecologia e gastronomia se uniram em Bonito de um jeito que eu nunca vi por onde andei. Bonito é uma delícia. Aqui no Marruá e também na Casa do João. O Pacu na Brasa da Juanita, a piraputanga safadinha do Aquário, as pizzas da Zapi Zen. No Pastel Bonito e no Espeto Bonito. Pode vir com muito apetite. Eu e meus amigos de profissão deixaremos você “guloso de vontade” de voltar. A panela já está no fogo, vem logo.

Feira do Produtor Rural

Se eu fosse um turista

Assim que o sol fosse dormir eu sairia caminhando pela cidade e cantaria junto com os músicos nos barzinhos. Depois, passaria pelo Centro de Múltiplo Uso, entraria no time de vôlei de areia, patinaria, encararia a rampa de skate, jogaria futebol suíço. Se fosse quarta ou sábado, terminaria a noite na Feira do Produtor e jantaria por lá mesmo, entre comidinhas típicas de antigamente e frutas colhidas agora a pouco.

Bonito é surreal, você vai ouvir, ver e sentir

Bonito é um destino autêntico, não praticamos o turismo cenográfico, maquiado. Bonito entrega 140% do que os turistas esperam encontrar. Além dos passeios, a alegria dos periquitos que ouvirá neste vídeo, as crianças brincando na terra, todo mundo se chamando de vizinho e cumprimentando até quem não conhece. O colorido da primavera, o aroma cítrico da guavira perfumando a cidade em novembro. A música na praça, as cerâmicas nas lojas. As bicicletas sendo o principal meio de transporte e as águas transparentes do Balneário Municipal cumprindo o papel que os shoppings centers têm nas grandes cidades. Bonito descobriu a receita do que significa viver.

 

Clique e ouça o som de Bonito no quintal do Sylvio 

Comece agora mesmo a planejar a sua viagem para Bonito!

Agências

Passagens, hospedagem, translados, aluguel de veículos, reserva de passeios: a agência de viagem cuidará de tudo para você, de forma personalizada, e lhe fará ótimas sugestões. E parcelará o pagamento

Hotéis

Uma acolhedora pousada no centro turístico, um lindo hotel integrado à natureza, um hostel surpreendente com preços bem acessíveis, um grande resort repleto de lazer: qual deles tem a cara da viagem de seus sonhos?

Publicaremos sempre novas informações sobre a gastronomia em Bonito, um destino Incomparável para quem curte viajar por sabores regionais, brasileiros e internacionais.

Lembre-se de voltar! Se quiser, podemos avisar você:

IDB – Instituto de Desenvolvimento de Bonito
Rua 24 de Fevereiro 1507 Bonito | Mato Grosso do Sul | 79.290-000
Info@bonitoin.com

 

Feito por: Sandwich Content | MCM Proesp

 

 

Bonito-in.com (C) Todos os direitos reservados