PT EN FR DE ES
Grutas de São Miguel - Uma história escrita na pedra Bonito MS Bonito Incomparável
Grutas de São Miguel

Bonii viu o céu azul com minúsculos pontinhos brilhantes refletidos na água cristalina. Era a noite chegando. Já passava da hora de um menino como ele procurar abrigo em sua gruta, o único lugar daquele mundo em que se sentia protegido das feras e das grandes águas do céu. O fogo que sua família fez no interior da gruta projetava sombras engraçadas e misteriosas no teto. Fazia as rochas cintilarem, acendia a noite estrelada dos sonhos bonitos que fariam Bonii se esquecer do tigre-dente-de-sabre e da preguiça gigante. Uma noite ele sonhou até com uma criança segurando o sol na mão, iluminando uma perola.

 

Máximo de visitantes / dia: 285 pessoas 

| A partir de 5 anos | Duração do passeio: 1h10

 

Em busca de um sonho

Em 1998, aproximadamente 12 mil anos após a história do menino que sonhava na gruta, um grupo de espeleólogos munidos de lanternas, bússolas de precisão, receptor GPS, câmeras fotográficas, lupas e trenas seguiu em direção às coordenadas 21°06’29”S e 56°34’49”W. O destino estava na região da Reserva Natural Parque Ecológico Vale Anhumas, em Bonito, no Mato Grosso do Sul, no Brasil.

O objetivo dos espeleólogos incluía você

Exatamente no ponto das coordenadas, em um pequeno morro a 470 metros de altitude, coberto pela vegetação do cerrado, encontraram a entrada para as Grutas de São Miguel que receberam a missão de mapear, com topografia grau 5D. O objetivo: indicar como e de que formas os turistas poderiam apreciar o que somente os exploradores de cavernas haviam visto até aquele momento.

Estrelas na gruta

Assim que entraram sentiram arrepios na pele, causados pela diferença entre a temperatura externa e interna.  E no instante em que os primeiros fachos de luz das lanternas encontraram os grãos de sais minerais das rochas, tiveram a sensação de estarem cercados por estrelas. Alguns segundos após os olhos se adaptarem à luminosidade das Grutas de São Miguel, se viram em uma capsula do tempo. Em um mundo pré-histórico.

Um maravilhoso mundo subterrâneo onde antes era mar

As Grutas de São Miguel nasceram da dissolução de rochas de calcário pela infiltração da água que um dia formou o Mar de Corumbá. Um longo processo. Milhões de anos. Abrindo espaço na terra. Criando em segredo um mundo subterrâneo com 3.149 m2, com desnível de 21,5 metros e teto inclinado em ângulo de 40º. Esculpindo belíssimas e complexas formações nas paredes, no chão e no teto. Estalactites, estalagmites, veios de quartzo, raros coraloides decimétricos, estupendos travertinos, a lúdica perola, majestosas colunas. Uma impressionante catedral de branco calcário que faz pensar na Sagrada Família de Gaudí. A gruta que no futuro seria a casa de Bonii.

Primeira condição: que os visitantes caminhem pelas árvores

Ao fim do mapeamento geoespeleológico foram recomendadas condições rigorosas para a abertura das Grutas de São Miguel à visitação de turistas. A primeira foi a criação de uma trilha de acesso às Grutas que afastasse os visitantes da parte externa de seu precioso teto, que é formado por um aglomerado de frágeis blocos encaixados. A trilha de acesso deveria também ser distante da bela cavidade junto à entrada das Grutas. É por isso que todos que visitam as Grutas experimentam uma espécie de arvorismo básico, caminhando à altura da copa das árvores.

Segunda condição: máximo de cuidado com os espetaculares coraloides!

Foi determinado que o circuito de percurso interno nas Grutas fosse planejado de forma a preservar os conjuntos de espeleotemas, incluindo coraloides que os espeleólogos definiram como sendo de “grande beleza” e um dos principais atrativos da São Miguel.

Terceira condição: apenas 15 pessoas por grupo de visitação

E mesmo com todos esses e outros cuidados, a abertura das Grutas de São Miguel foi condicionada à uma reduzida quantidade de visitantes: apenas em grupos de 15 pessoas de cada vez – e jamais excedendo 285 pessoas por dia.

O passeio é show desde o início

O passeio envolve várias etapas. Assim que chegar, provavelmente estará acontecendo o show colorido e hipnotizante das aves mais célebres de Bonito: as araras e os papagaios que passam boa parte do dia em torno do receptivo das Grutas de São Miguel.

Ainda hoje têm quem resolve vir morar nas Grutas

Esse é o tamanduá, que mora nas matas úmidas em torno das Grutas – perfeitas para regular sua elevada temperatura corporal. Ele pode medir até 2 metros de comprimento e pesar mais de 40 kg. A natureza lhe deu um longo focinho imaginando que ele iria adorar comer formigas e cupins. Claro que ela acertou.

Museu ou galeria de arte? Você que vai dizer

A Serra da Bodoquena, onde está Bonito, foi habitada por diferentes etnias guaicurus. Se você conhece um pouco a respeito do artesanato dos povos indígenas do Brasil terá uma bela surpresa ao ver o grau de refinamento dos guaicurus. Visite o mini museu no receptivo das Grutas.

Sorria: chegou a sua vez de descobrir as Grutas de São Miguel

No horário agendado, o seu grupo será reunido no receptivo para uma breve apresentação geral do passeio. Em seguida começa a parte que mexe com o coração dos aventureiros de todas as idades: a partida rumo às Grutas, na passarela suspensa, encarando os pássaros olho no olho.

Sorria mais ainda: você vai aparecer na foto das crianças

Antes de entrar nas Grutas, dê uma parada no mirante e curta a paisagem à sua volta. Além do visual para o verde do cerrado, nestas matas vivem araras, surucuás, guaxes, sanhaços e muitas outras espécies de pássaros. Alguns irão se perguntar “o que faz aquela pessoa acima de mim?”. As crianças adoram tirar fotos daqui.

Quem apagou a luz e ligou o ar-condicionado?

Quase escuridão, o coração batendo mais rápido, um delicioso frescor contratando com o clima tropical de Bonito: essas serão as suas primeiras sensações ao entrar nas Grutas de São Miguel. Em alguns segundos a sua pele e os seus olhos se acostumarão com a luz natural que entra em formas de fachos por cavidades nas rochas.

Histórias iluminadas

O guia que estará acompanhando o seu grupo irá, literalmente, iluminar com a lanterna a história que as paredes, o chão e o teto das Grutas de São Miguel têm para lhe contar. Cada espeleotema foi formado em uma época e por um motivo específico.

Olha ali o calcário fazendo arte

De repente você vê uma minúscula gota de água cristalina que parece prestes a se desprender da fina saliência de uma rocha. Se tiver paciência e permanecer olhando por um tempo incalculável, verá a gota pingar no chão da gruta. Ou evaporar. Imagine incontáveis gotas fazendo a mesma coisa, na mesma saliência, por milhões de anos. Você descobriu como a natureza esculpe as estalactites e as estalagmites: com o calcário extraído da água. Quando ele se acumula no teto, forma estalactites. No chão, estalagmites. Esse calcário é responsável também pela transparência dos rios de Bonito.

Se surpreendeu os espeleólogos, imagine a você

Multiplique por milhões e milhões de vezes o processo de formação das estalactites e estalagmites. Acrescente um detalhe: em algum momento no tempo ambas se encontraram, formando essa magnifica coluna, uma das maravilhas de Bonito. Os espeleólogos ficaram surpresos: “existe uma alta concentração de colunas de grande porte nas Grutas de São Miguel que chegam várias vezes a formar verdadeiras paredes destes espeleotemas”.

“Mãe, aquela pedra piscou para mim!”

As sombras e a diferença sutil de tons entre as rochas formam figuras curiosas no interior das Grutas – e que parecem ganhar movimento com os fachos de luz das lanternas dos visitantes. Mas se algo piscar, não se espante. É a Coruja Suindara. Pisque de volta!

A beleza pura e tranquila do subsolo de Bonito

As Grutas de São Miguel possuem uma notável infraestrutura para a visitação de cavernas. O retorno ao receptivo, ao final da visita às Grutas, é feito em veículo motorizado. É um passeio muito confortável para pessoas com dificuldades de locomoção. As Grutas proporcionam lindas descobertas para adultos e crianças. É deslumbramentos inclusive para pessoas com visão e audição reduzidos e alta percepção de aromas, que chegam a sentir o cheiro dos lobinhos e da onça que dormem à noite nas Grutas de São Miguel.

Sobre aquela noite

É um lugar também de reflexões. Sobre o tempo que algo infinitamente belo precisa para se revelar. Sobre a noite em que um menino sonhou sorrindo com o futuro.

Comece agora mesmo a planejar a sua viagem para Bonito!

Agências

Passagens, hospedagem, translados, aluguel de veículos, reserva de passeios: a agência de viagem cuidará de tudo para você, de forma personalizada, e lhe fará ótimas sugestões. E parcelará o pagamento

Hotéis

Uma acolhedora pousada no centro turístico, um lindo hotel integrado à natureza, um hostel surpreendente com preços bem acessíveis, um grande resort repleto de lazer: qual deles tem a cara da viagem de seus sonhos?

Publicaremos sempre novas informações sobre o turismo em Bonito, um destino Incomparável para quem curte natureza, passeios emocionantes, gastronomia com muitas opções, passear pelo comércio e vivenciar a cultura local.

Lembre-se de voltar! Se quiser, podemos avisar você:

IDB – Instituto de Desenvolvimento de Bonito
Rua 24 de Fevereiro 1507 Bonito | Mato Grosso do Sul | 79.290-000
[email protected]

 

Feito por: Sandwich Content | MCM Proesp

 

 

Bonito-in.com (C) Todos os direitos reservados